domingo, 27 de julho de 2008

Monitores cardíacos

Caríssimos amigos corredores,

O Nilton e o Fábio me solicitaram informações sobre monitores cardíacos e segue o resumo das pesquisas e discussões que circularam nos mails.

Para quem já tem um bom cronômetro, com memória para contar o tempo de várias voltas independentes (meu caso), sugiro um monitor cardíaco mais simples, com funções básicas. O modelo com melhor relação custo benefício é o
Oregon Heart HR 102. Ele tem cronômetro, mas não tem memória para voltas independentes. É dos modelos mais simples, mas parece funcionar bem. Para as mulheres, vale a pena dar uma olhada no Oregon SE 200, que é um modelo (mais) feminino. Para quem não tem o cronômetro com memória, acho que vale a pena investir num monitor cardíaco com esta opção. Aí, minha preferência seria pelo modelo da Oregon HR 318 (registra até 44 voltas). Vejam nos links as características dos modelos. O que muda basicamente são as funções extras. A tecnologia do monitor cardíaco é a mesma.

O modelo da Oregon SE 232 parece ser um modelo com problemas de projeto, pois um amigo precisou trocá-lo 4 vezes sem que os problemas fossem resolvidos (entrada de água no relógio; relógio entrando em pane em pleno treino, acendendo todos os dígitos; monitor marcando bpm muito oscilante). Ao menos a garantia de 3 anos parece ter funcionado.

A bateria do transmissor/cinta dos monitores cardíacos da Oregon é facilmente substituível. Alguns amigos, no entanto, reportaram um rápido desgaste das mesmas, cerca de dois meses.

A rainha dos monitores cardíacos é a marca POLAR, mas mesmo o modelo mais simples (FS1) tem um preço bem superior aos das demais marcas. E não possui cronômetro. O transmissor/cinta dos monitores cardíacos da Polar é "blindado", impedindo a troca da bateria. Sua durabilidade, segundo o fabricante, é de 2 anos, período após o qual é preciso comprar outra cinta. O pedido é feito normalmente feito diretamente à assistência técnica e o custo em torno de R$100,00 (é preciso confirmar o valor junto à assistência).

Fui buscar mais informações em fóruns da Internet. Achei um bem interessante da
PEDAL. Tudo bem, é um site de ciclistas, mas eles parecem usar frequencímetros mais do que os corredores. Dito isto, vou fazer alguma síntese do fórum:

- o HR 102 tem sido considerada uma opção “básica”, sendo a principal ausência sentida o não registro de batimentos médios no intervalo considerado. Um usuário achou suas funções confusas e reportou que o mesmo as vezes falhava na marcação, sobretudo no começo do uso. Seria alguma questão do tipo “calibragem” inicial? Um outro comentarista do fórum reportou que usando o monitor próximo de outros da mesma marca (independente da marca), você pode levar alguns sustos, pois eles sofrem interferências e dão umas piradas. O mesmo pode ocorrer ao passar por baixo de fios de alta tensão e alguns tipos de luminosos (semáforos). Pode ser que o problema não seja específico da Oregon...

- O SE 232 tem atendido bem aos seus usuários, sem apresentar problemas. A Oregon recomenda a troca da bateria da cinta do SE 232 antes de começar a utilizar o frequencímetro, pois a bateria que vem nele é apenas para teste.

- Não vi qualquer menção negativa ao Polar, excetuando o fato de que, por ser mais caro, com o mesmo valor poder-se-ia adquirir monitores com mais funções e/ou mais “bonitos”;

- Não sei exatamente a razão, mas os ciclistas no fórum aparentam predileção por modelos que trocam a bateria da cinta.

Optei por um Oregon HR 102. Julguei mais interessante (barato e menos arriscado) trocar a bateria de tempos em tempos que ter que comprar uma nova cinta blindada, em razão da sua eventual indisponibilidade no mercado. Estou atento ao consumo da bateria, uso o frequencímetro em torno de 4 horas por semana, nos longões ou nos treinos do limiar de lactato. Até aqui, já foram 3 meses e continua funcionando perfeitamente, tanto a cinta quanto o relógio.

136 comentários:

Anônimo disse...

O Monitor cardíaco Oregon HR 102 ébonitinho, mas ordinário. Se vc é uma dessas pessoas que vai para a academia para ver e ser visto, compre: vai fazer um pouco de vista. Mas se é uma pessoa que quer fazer esporte saudável e controlar os batimentos cardíacos a sério, não jogue dinheiro fora. Se um personal te indicou este produto, troque de personal. O relógio não mede direito os batimentos cardíacos e tem muitas interferências (da esteira de corrida, do cabo de alta tensão na rua, da sua pisada firme no asfalto). O monitor é de brinquedo, enfim. Prefira um Polar.

Márcio Santana disse...

Caro anônimo, ao que tudo indica, você não teve boas experiencias com o HR 102. Interessante a informação que trouxe acerca da interferência da esteira sobre o frequencímetro. Como não corro em esteira, dificilmente notaria. A bem da verdade, nunca notei qualquer funcionamento estranho do meu HR 102 em quase um ano de uso, salvo, obviamente, quando da necessidade de troca de bateria (durou uns 6 meses). Tem me servido bem até agora. E nem acho tão bonito... Continuo recomendando, ainda que acredite que o Polar (nunca usei...) disponha, além do nome, de uma melhor tecnologia e aparência. Fiquei curioso quanto a como uma pisada mais firme no asfalto pode provocar uma interferência significativa no sinal... Se tiver informações, manda pra cá.

Anônimo disse...

Sandro (Curitiba-PR)
Excelente o HR102. Utilizei ele por dois anos e meio e troquei as baterias a cada seis meses. Nos dias mais frios (moro em Curitiba) utilizo gel condutor para pegar "no tranco" até suar para que o sinal fique mais perfeito.
Hoje tenho o SE300, com sensor de velocidade e distância, que é sensacional (só concome mais bateria) mas isso não é problema, pois ele é show.

Márcio Santana disse...

Obrigado pela visita, Sandro. Quando quero uma leitura logo no início da corrida eu molho a cinta com a água da caramanhola mesmo, risos. Até por que aqui em Recife a gente começa a suar rapidinho, risos.

Vitor disse...

bom saber, Sandro! comprei agora um SE300 da Oregon, e estava pensando se fiz mesmo um bom negócio...
Apesar de não ter recebido boas recomendações a respeito de alguns produtos da Oregon, o SE300 foi muito bem recomendado.
Agora apenas aguardo o produto chegar para realizar meus testes.

Márcio Santana disse...

Obrigado pela visita, Vitor. Quando tiver mais informações sobre o desempenho do SE300, conta pra gente!

Blog do Buteco. disse...

Uso o HR102 há quase 2 anos e nunca tive problema. As interferências são comuns a qualquer sistema eletrônico e, inclusive, graças a elas é que os monitores funcionam: transmissão e recepção de rádio-frequência que, no final, nada mais são do que interferências. Controladas, mas interferências. Para quem busca o básico (frequencia imediata, zona alvo, cronômetro) é uma boa opção. Principalmente a iniciantes. Sou do triatlo e estou adquirindo um modelo mais sofisticado, em função das exigências do esporte: penso seriamente no SE300. Mas para corrida o HR102 é excelente. Ninguem podem discutir a qualidade dos produtos Polar. Entretanto, num mundo com os recursos naturais e financeiros cada vez mais finitos, me recuso a comprar qualquer coisa que, de uma hora pra outra, eu tenha obrigatoriamente que jogar fora, inteira, e comprar outra.

lucianomx disse...

Estou usando um Oregon HR102 há pouco mais de 1 mês (corrida e bike). Achava que ele era perfeito até fazer um percurso de bicicleta no qual ele parou de funcionar coincidentemente tanto na ida quanto na volta no mesmo lugar. Agora, lendo neste blog sobre a possibilidade de interferências por alta-tensão e outras coisas, vou testar este percurso novamente para ver o que acontece, já que andei o tempo todo próximo a transmissão de alta-tensão na ciclovia do Rio Pinheiros (caso alguém queira ver o percurso http://sportstracker.nokia.com/nts/workoutdetail/index.do?id=2147618).

Descobrirei agora como a Oregon atende seus clientes, sendo ou não minhas dúvidas relacionadas a problemas no aparelho.

Vou acompanhar este blog sobre o HR102, caso eu tenha mais alguma info, trago a vocês. []s.

Márcio Santana disse...

Obrigado pela visita, Luciano. Ficamos no aguardo! Saudações,
Márcio

MARCELO disse...

Eu uso o Oregon SE300 há 2 meses. Gosto muio dele, mas uma coisa que não consigo é acertar a calibração dele para distância. Faço o que está no manual (correr 400m) e quando faço minhas corridas ele marca 40% a mais de distância.
Não sei o que fazer para diminuir esta margem de erro.
Quem souber, por favor me conte.

lucianomx disse...

Passaram-se 2 semanas e o pessoal da Oregon não respondeu minhas dúvidas, acho que devemos dar-lhes mais tempo, mas ao menos poderiam retornar dizendo que a mensagem foi recebida e coisa e tal, e não o fizeram. Estou com sensações que o assunto será empurrado com a barriga por eles até entrar no esquecimento.

Por outro lado, fiz novos testes com meu Oregon HR102, e estou cada vez mais decepcionado. Ele realmente funciona mas nunca por períodos longos mais de 40min por exemplo. Em meus testes, quase sempre antes de 1 hora de uso, ele zera e não mede mais nada por um longo tempo, exemplo 10min. E depois quando eu aciono novamente o monitoramento ele retoma sozinho.

A suspeita do lance de alta-tensão pra mim está descartada, o Oregon HR102 em todos os testes que fiz é muito volátil, instável, e não dá pra confiar nele, quando vc mais precisa ele não está medindo mais nada.

A única coisa que não testei foi usá-lo sem portar meu celular, que embora trabalhe com frequências diferentes, pode ser uma fonte geradora de instabilidade, mas se isto for verdade, não adianta não levar seu celular, pois sempre haverá alguém ao seu lado com um.

Continuarei a usá-lo, e assim que possível substuirei-o por um Polar.

[]´s.

Márcio Santana disse...

Bom relato, Luciano. Super estranho o comportamento do teu monitor. Não seria um problema de bateria? Se não, li em algum lugar que a Oregon costuma trocar (substituir) equipamentos com defeito. Não seria o caso? Está na garantia?

Marcelo, não conheço bem o SE300, mas tenho um amigo que salvo engano dispõe de um. Vou encaminhar sua dúvida para ele...

Márcio Santana disse...

Marcelo, aí vai a resposta do Elmar, amigo de corridas aqui em Recife: "Na verdade, o meu Oregon (que acabou de falecer, novamente...) é do modelo SE 211 e não possui a funcionalidade relatada pelo corredor. Parti há algum tempo atrás para o Garmin Forerunner 400, que possui GPS, e resolvi de vez o problema da medição de distâncias e velocidade."
Pelo visto, a Oregon tem falhado mais do que deveria... Acho que vou enviar esse link para eles...

lucianomx disse...

Márcio, seguindo sua sugestão de trocar a bateria, isto parece ter melhorado um pouco o HR102, mas não resolveu. Ele falhou só uma vez durante 2 horas de utilização, mas falhou. Quanto a obter suporte e informações da Oregon estou quase desistindo.

Por outro lado, nem sou cliente da Polar e eles já tiraram um monte de dúvidas por email, e me orientaram a visitar lojas que possuem um tal de "Polar Especialista" (são pessoas credenciadas/treinadas pela Polar para dar orientações e um primeiro suporte pessoalmente de seus produtos, sem aqueles lero-lero de vendedores leigos). Isto evidentemente não torna um produto bom, mas demonstra uma postura ligeiramente mais respeitosa com o consumidor.

Vou tentar esticar minha paciência com a Oregon sem precisar do procon.

Normando Carvalho / Wander Junior disse...

Olá Pessoal,

estou pensando em comprar um monitor cardiaco, não pelos batimentos em si, mas por calcular quantas calorias foram gastas, que calcule o IMC, tenha cronômetro, contador de voltas, à prova d´água, e vi um modelo da Oregon que é o SE 232, que tem transmição codificada. O que vocês acham desse modelo? Essa transmição codificada impede a interferencia com a esteira e outros problemas como mencionado pelos colegas acima? Ele me parece ser um modelo feminino, estou correto?

Agradecido.

MARCELO disse...

Normando,
Eu comprei 2 relógios da oregon, o SE232 e o SE300 (este com sensor de velocidade). Bem os 2 são muito masculinos (principalmente o SE232), ele é muito grande para um pulso feminino. Vou ser muito sincero, não compre estes frequencímetros. Prefira o Polar mais ralé e ele será melhor do que os Oregon. Não faça o mesmo erro que eu. Utilizo o Oregon SE300 apenas como relógio agora, já que não aguentei as falhas dos 2 Oregons, comprei um Polar RS100.. sem comparações!! Espero que ajude na dúvida! Marcelo

lucianomx disse...

Normando, conforme relatado pelo Marcelo, eu confirmo que o Oregon não parece ser uma boa alternativa, salvo se a imprecisão e instabilidade não for algo ruim pra você. Se durante a corrida ele parar de funcionar e isto não for importante, o Oregon atende é uma opção bem mais barata.

Continuo usando meu Oregon, e se for por períodos de 2h ou mais é certo que em algum momento ele vai falhar. E já fiquei cerca de 1h com ele marcando ZERO, quando derrepente volta do nada a medir novamente.

MARCELO disse...

Lucianomx, perfeito comentário!!

Eder disse...

Boa Noite Marcelo,

Comprei um Oregon S232 e até o momento não conseguir medir a frequencia cardiaca.. Você tem alguma dica? O que devo fazer pra ele funcionar? Abraço
Eder

MARCELO disse...

eder, muito estranho!!
Vc basta colocar acinta no peito, relogio no pulso, verificar se tem bateria em ambos, colocar em "chrono" ou em "train" e pronto. Ela tem que começar a medir a frequencia! Caso contrário, há algum problema de comunicação entre a cinta e o relógio, mesmo assim o relogio avisa. Verifique mesmo a bateria da cinta.
Espero ter ajudado.

Eder disse...

Boa Noite Marcelo,

Realmente era questão da bateria. Esse dias venho testando o monitor Oregon S232 na academia aonde eu malho, ate o momento ele estava em perfeitas condições. Hoje eu resolvi correr no Parque da Cidade (Brasília)e notei algo estranho no monitor. Ele pegou o sinal direitinho, ate ai blzzz puraaaa. Quando comecei a correr notei que meu batimento cardiaco estava a 45. Ai eu pensei, poxa tem algo errado, não sei se foram as interferencias do local ou se o monitor e ruim mesmo. Agora a noite eu li o manual bem direitinho e configurei ele todo certinho. Amanha vou fazer o mesmo teste e vou compartilhar com o pessoal. Ate o momento estou gostando do monitor, mas fiquei meio preocupado sobre essa frequencia que ele estava marcando. Ate mais..

MARCELO disse...

Beleza eder,
Eu tb sou de Bsb e corro no parque da cidade tb.
Só tenha cuidado que quando tem alguns relógios de outras pessoas por perto (eu diria uns 2 rsrs) ele começa a dar interferência. No resto é só seguir o manual.
Marcelo

lucianomx disse...

O meu mesmo com baterias novas, embora um pouco mais estável, continua a falhar principalmente em atividades de mais de 2h.

daniel.doidim disse...

Eu ganhei o HR 102 de presente. Tem dois dias, mas até hj nao consegui colocar pra funcionar. Coloco a sinta, o relogio mas os batimentos só ficam mostrando 0.
Que q eu faço?? Qualquer botao que aperto ele só apita...

Eder disse...

Boa Tarde Marcelo e Todos,

Realmente o meu monitor OREGON SR232 pirou de vez. Ontem quando estava malhando na academia ele não media a frequência corretamente. Ele oscilava bastante e vibrava a todo momento. vou deixar a dica: COMPRE UM POLAR.

lucianomx disse...

Eder, compartilho da mesma opinião. Mas por ora, insistirei em usar meu Oregon, e qdo pifar de vez compro um Polar, mesmo sabendo que de vez em quando ele pára, mas é só não contar com ele, até mesmo pq chega uma hora que vc se acostuma com sua frequência cardíaca durante os treinos.

Eder disse...

Bom dia Luciano,

Descobri que a cinta do monitor oregon SR232 dura uma semana, isso mesmo, uma semana. Com isso ele ficava oscilando a frequência cardíaca. Vou comprar um pacotão de pilhas CR2032 para eu continuar usando o monitor.
abraço

Eder disse...

Desculpe pelo erro. A bateria da cinta dura uma semana.

MARCELO disse...

Eder,
Não precisa chegar a tanto. Ta certo que a cinta não dura muito, mas é só fazer o seguinte para durar mais:
Assim que terminar o seu exercício, retire a bateria (CR2032)da cinta, caso contrário, a cinta fica procurando sinal do relógio e gastando ao mesmo tempo. Comigo durava 1 mês com esta manobra. Olha que eu corro todos os dias da semana.
Espero que agradem esta info.

Eder disse...

Boa Noite Marcelo,

Eu comecei a fazer isso, justamente para não gastar tanta bateria. Antes,eu não retirava a bateria da cinta.
Valeu pela Dica.

Marcio disse...

Tenho um Oregon SE211 e a borracha do transmissor que prende na cinta ressecou, onde posso encontrar está borracha sem ter que comprar outro transmissor? Já tentei com o SAC da Oregon mas me direcionaram para o site onde só vende o transmissor completo.

lucianomx disse...

O SAC da Oregon é péssimo, dizem que tem SAC mas duvido, não respondem, não te atendem, não tiram dúvida, e nem te ajudam a encontrar o produto que vc comprar. Tive o mesmo problema com a Oregon.

Márcio Santana disse...

Pessoal, me perdoem a longa ausência. Estava ausente dos treinos havia 3 meses e só agora retomo as atividades. E, nessa retomada, desengavetei meu HR 102 para acompanhar o coração e não forçá-lo demasiado. A bateria da cinta estava quase zerada (acho que já não usava o monitor há mais de ano). Substitui e já usei em dois treinos de uma hora sem o menor problema, tudo funcionando como deve. Considerando os relatos dos amigos, eu dei foi muita sorte com o meu Oregon.
Estou tirando a bateria da cinta como o intuito de prolongar sua vida útil e para evitar algum vazamento no receptáculo, mas vou contabilizar as horas de uso para ver o quanto dura uma bateria na cinta.
Algumas coisas que parecem básicas, mas talvez precisem ser informadas quanto à eventual marcação “Zero” no relógio. Há duas situações em que esta marcação é previsível: cinta sem bateria ou com bateria fraca e falta de contato Assim que se coloca a cinta no peito é normal o relógio marcar zero. Isso por que a cinta precisa fazer “contato” elétrico com o coração e isso só acontece depois que se começa a suar, criando uma camada úmida entre a cinta e a pele. Sei que esta não parece ser a situação relatada pelo Lucianomx, mas talvez seja a do Daniel.doidim. É sempre bom alertar.

daniel.doidim disse...

Valeu Marcio.Santana!
Mas o meu, eu devolvi, me mandaram outro novo e está funcionando 100%.
Abraço!

Carol Gioseffi disse...

Moçada, Bom dia! Vewnho a tempos procurando respostas sobre os monitores cardíacos da Oregon, e achei muito interessantes as respostas que encontrei aqui. Eu realmente não tive sorte com o meu HR102, com 1 mês de uso a sinta transmissora arrebentou bem no encaixe da placa central, enviei diversos emails para a assistência da oregon e nada, agora o bonitinho não dá sinal algum, játroquei as baterias e nada! Vou comprar um Polar... Abraços Carol - Valença RJ

pedro ivo disse...

Estou em duvida entre três munitores cardiacos e queria saber qual deles se adapta melhor ao meu treino, levando em conta que corro 30 minutos 3 vezes por semana.

Oregon se232, Oregon se211 ou Polar fs2?

Obs: eu gostei do Oregon pelo fato de poder trocar a bateria da cinta embora ha relatos que o Polar tem melhor qualidade, mas como eu corro apenas 30 minutos será que o Oregon já satisfaz minha necessidade.

MARCELO disse...

Pedro Ivo

Eu tinha 2 oregons e falhavam muito, mesmo com corridas curtas. Depois que comprei o Polar nunca mais pensei em colocar o oregon novamente.
recomendo o Polar sem dúvida alguma!!!

pedro ivo disse...

O meu objetivo é apenas monitorar a zona alvo mesmo. Acho que o FS2 é bem capaz, queria saber se estou certo e se eu não estiver qual outro polar se encaixaria melhor nas minhas condições, levando em conta o custo tambem.

lucianomx disse...

"pedro_ivo", a possibilidade de falha for importante no seu monitoramento, realmente a escolha certa será por um Polar, mas infelizmente não poderei opinar no modelo.

Entretanto, como vc pretende correr só 3 x 30min por semana pergunto se a precisão e chances de falha são tão importantes assim. Todos que conheço que correm e usam monitores os monitores são mais usados no início da corrida (após aquecimento) e no final da corrida caso vc queira trabalhar algo em seus limites, etc. Pois chega uma hora que vc se acostuma com sua frequência cardiaca.

Somente qdo fico parado e retomo as corridas preciso manter o olho no frenquencímetro, na quarta corrida em diante já quase nem olho pra ele e consigo manter minha faixa na boa, e quando o meu Oregon falha e retoma a medição ainda me mantive (acredito) dentro da faixa.

Embora meu próximo monitor será um Polar, considere isto na hora de investir, por enquanto convivo com as falhas do Oregon.

Rachel disse...

Olá pessoal,

estou prestes a começar um treinamento de caminhada monitora na praia. Como já trabalhei em academia, por lá o pessoal só usa o POLAR para dar aos alunos. Porém, mesmo eles utilizando esta marca que é considerada a melhor, ele sofre interferência com frequência, caso as esteiras lado a lado fiquem lotadas. Eu no meio do meu teste de esforço perdi todo procedimento pq um amigo veio falar comigo com um rádio/telefone no bolso. Portanto, eu agora estou querendo comprar um monitor, mas estou quase inclinada a pagar mais caro, pois se o considerado o melhor dá interferÊncia, imagina de outra marca e com preço beeeem mais barato?

Agora, vendo pelo meu trabalho dura realmente em torno de 2 anos a bateria da cinta do Polar ou mais. E em algumas lojas, deixando a cinta antiga, a gente consegue 40% de desconto para comprar uma nova. Eu achei vantagem. Pelo menos aqui no RJ é assim. O que vcs acham?

Raquel disse...

oi, me ajudem, preciso de um monitor somente para fazer esterira, pois estou alternando caminhada, e corrida, e ainda bem confusa, qto aos meus batimentos cardiacos, embora a estreira tenha esse controle, mas nem sempre ela lê rápido o batimento pelo meu dedo. Estou em duvida entre o SE102L, SE200, HR102 e SE128, queria um com aviso sonoro qdo saisse da zona alvo, e contagem das calorias perdidas.

lucianomx disse...

Rachel, quanto esta afirmação sobre interferência nos POLARes, existe alguma coisa na net que detalhe mais isto ? A Polar já emitiu alguma nota sobre isto ? Pode passar mais infos ?

Rachel disse...

Olá Luciano, não tenho mais informações. Meu relato foi em cima de fatos ocorridos comigo mesma e através dos relatos de profissionais da academia sobre.

Acho que qualquer tipo de aparelho pode ter algum tipo de interferência. Mas a POLAR é considerada a melhor marca. Eu mesma vou comprar o meu Polar agora. Mas vou de um modelo básico.

Até

Splatter Diver disse...

Tenho um monitor da marca Sigma, o modelo dele eh PC-15. Ja tenho este monitor ha 3 anos e a bateria ainda nao foi trocada, nem do monitor nem da cinta.

Gosto muito desse modelo pq o display dele tem 3 linhas de texto, ou seja, da pra ver varias informacoes na tela. Alem de ter sido barato, custou apenas 150 reais.

O unico problema foi que a pulseira quebrou e nao encontrei onde comprar no Brasil. Entrei em contato com o fabricante (que fica na Alemanha) e eles prometeram enviar a pulseira pra meu endereco. Estou aguardando, vamos ver se chega.

lucianomx disse...

Eu utilizo dispositivos da Sigma para bicicleta (velocimetro, etc), é um bom equipamento, e não são caros, mas não conhecia monitores da Sigma.

giovani disse...

olá sou personal trainer e preciso de uma loja para assistencia técnica. Alguém sabe o telefone ou um site de confiança?
outra pergunta o transmissor T31 coded da polar está livre de interferência de esteiras, alguém que tem esse modelo pode sanar minha duvida?

Gigabeach disse...

Tenho um oregon se102 quando comecei a caminha em maio deste ano ele agiu super bem marcava a FC corretamente pos em casa fazio o teste de contar no pulos e comparava com a medicao dele sempre batia mas dai agora em outubro ja mas preparado fisicamente comecei a correr ai a decepcao ele se perde todo na corrida nao sei se pelo suor que aumenta ou pelo movimento do corpo ser mais agitado quando corro ele mede totalemnte errado descarto a bateria pq se paro de correr ele volta a marcar e as vezes tb tenho que enxugar a cinta e o corpo pra melhorar o sinal. mas se quer caminhar mesmo rapido e um bom aparelho. Jorge

lucianomx disse...

Jorge, tive e tenho os mesmos problemas. Mas ao analisar melhor notei que é coincidência o lance do excesso de suor, além de possíveis interferências com bluetooth e celulares. Troquei a bateria do meu assim mesmo, já que é bem baratinha, troquei ambas (relogio e cinta), e melhorou bastante e agora falha com menos, muito menos frequência mas ainda assim falha, e é como você diz, pára de medir totalmente ou mostra valores absurdos comparado à sua frequência real, por sorte espero que ele não falhe para valores próximos por que ai... (mas fica a sugestão de trocar as baterias, assim mesmo - boa sorte)

Lúcia Costa disse...

Olá a Tod@as!

Estou agora na árdua tarefa de escolher um monitor cardíaco.
Sou corredora, porém nunca liguei para isso, até que meu TIMEX adquirido a 10 anos, morreu (snif, snif). Simples, com cronômetro e só!
Bem, não quero pagar por um polar (mesmo sabendo que é o melhor!), então estou pensando no OREGON SE 233, ainda não encontrei nada sobre ele.
Só do seu irmão o 232. Preciso da opinião de vocês. É este ou o HR 102 mesmo. Corro em trilhas (Mountain Do).

Abs,

Lúcia

AShell disse...

NÃO COMPREM OREGON PELO AMOR DE DEUS! LIXO! PURO LIXO! NENHUM PRESTA!

lucianomx disse...

Não é bem assim. Oregon é ruim, falha muito como todos já relataram. Mas para alguém que não se importa com precisão e eventuais falhas de parar de medir por alguns minutos, que aliás acho que isto atende a maioria dos corredores, principalmente amadores, o Oregon por ser mais barato atende, e bem.

Soft Click disse...

Pessoal, ao contrário do que muitos pensam, não somente os monitores cardíacos com cinta fazem o monitoramento em tempo real e intermitente da frequência cardíaca. Como é natural da evolução, hoje em dia temos monitores cardíacos de dedo, que são colocados como um anel, e que fazem todas as funções de um monitor cardíaco completo. A última vez que vi para vender tinha no www.alexaeletro.com.br , vale a pena ver pela descrição do produto.

Flavio disse...

Comprei um Oregon SE232 que não vibra!!! Além disso preciso trocar a pulseira e não consigo um outro lugar que não seja o site da Oregon Scientific, que informa que o produto está indisponível (há um tempão!!!).

Flavio disse...

Se algúem souber onde posso adquirir outra pulseira, me informe, por favor.

weralice disse...

Tenho um monitor cardíaco Sigma PC15, alguém saberia me informar onde posso encontrar o manual de instruções dele. Podem também me informar se posso usá-lo sem a cinta no peito?...pois já tentei e não funciona as funções. Existe alguma maneira mais prática de usá-lo, sem ter que recorrer ao menu para achar a função que quero quando estou no meio de uma corrida? pois é muito complicado acessar as funções rapidamente. Alguém pode me dar alguma dica? Grata

Ricardo Feres disse...

Hehehehe tenho um Oregon HR102, ele é ótimo para caminhada ao ar livre. Mas é ficar perto de outras pessoas com monitor cardíaco que já começa a festa. Na sala de spinning então, rsss... A professora olhou meu relógio e perguntou se eu queria que chamasse o SAMU rssss... Vc começa de boa... 130... 137... de repente 190... 220... aí zera... aí quando quer volta a marcar... e vira ferrari novamente de 100 a 200 em 10 segundos...
Pensei que era pelo impacto do pé na bike, depois na esteira, depois pensei que fosse o suor na cinta...
Enfim, comecei a marcar com o dedo no pescoço.
Um dia a professora com dó, me emprestou um GARMIN dela (mas é caro... R$ 800,00 pau) e voilá... Marcação certinha.
E quando ela me viu com o monitor no braço, me perguntou pq eu media com o dedo?! Aí falei que o meu marcava tudo doido...
Ela olhou a marca e falou "Não joga dinheiro fora com o Oregon não. É o barato que sai caro..."
E faço das palavras dela as minhas...
Invista ao menos em um polar. Testei um FT1, é firmeza... no mercado livre R$ 190,00 (s/ frete)
Bom este é o meu relato... Fuiz...

lourdes disse...

pois eu tenho um polar F5, que tem todos os problemas que voces estão reportando a respeito do oregon, rsrs, quando estou correndo, zera os batimentos cardíacos, ou fica bonitinho na zona alvo, e de repente, dispara.... pior é que uso justamente para controlar minha frequencia cardíaca. Estou olhando um SE 233 da oregon, alguém já tem?

Copa Sub20 disse...

Daee Pessoal, comprei um HR 102, mas ainda nao sei como utilizar, ele apenas mede os batimentos em corridas?
pois nao entendi algumas coisas como colocar agua ou gel nas almofadas condutoras, ainda nao consegui usar espero que me ajudem, Grato

Ricardo Feres disse...

Bem, fiz um relato sobre o oregon hr102, agora venho postar minha recente aquisição, um polar ft7. Por R$ 360,00 mangos, tenho um monitor que controla meus batimentos, média, zona alvo, salva relatórios de treinos me fornecendo inclusive gasto calórico por treino. Não fica variando, não zera, não dispara...
Enfim... estou satisfeito com o meu investimento. Valeu

Ari S. de Castro Jr disse...

Caros Colegas o meu Oregon Heart HR 102 foi comprado a 2 meses e o tenho usado todos 5 x p/semana na academia tantos nas alas de rpm quanto na esteira e confesso que o monitoramento dele esta em perfeito estado trabalhando entre 70% e 85% nas aulas de rpm e 85% e 95% na esteira.
Sempre o lavo tanto o relógio quanto a cinta com agua ao chegar em casa.
Não sou nenhum profissional da área afinal sou analista de sistemas fanático por tecnologia, mas também marombado por robby a 18 anos.
Sua leitura é precisa e de acordo com meu batimento percebo sua precisão pelo meu nível de fadiga. Nunca oscilou ou zerou. Inclusive por cima da camiseta fina ele ja pega meu batimento. Comprem vale a pena, estou satisfeito. Agora aqueles que tem dinheiro para Gastar num Polar de R$1.000 ou R$ 2.000 Mandem bala eles são os melhores.
Com seu auxilio emagreci 4 Kg, treinando com a freqüência correta.

AloneGhost disse...

Uso o Oregon SE102L a mais de 1 ano.

Nenhuma reclamação. É ótimo, e a bateria ( da cinta ) que troquei em Janeiro agora só custou 3,00.

Usava por 1h dia sim dia não, agora uso todo dia.

Estou de olho agora no oregon se300, vamos ver.

quanto ao Suporte da Oregon, nunca tive problema a reclamar então não posso dizer se é bom ou não.

Cássio disse...

Tenho um Monitor Cardiaco SE102 - Oregon já fazem 3 anos. Deixei ele no fundo da gaveta por dois anos, sem bateria nem nada, quase não usei. No final de 2010 comecei a praticar triathlon, coloquei baterias no relógio e ele parecia saudavel. Um dia ele simplesmente resetou toda a configuração, as horas, meu profile e tal. Achando que era uma coincidência, continei usando ele 5 dias por semana por mais 1 mês, e ele voltou a resetar, e isso começou a acontecer diáreamente. O sinal de bateria fraco me fez traca-la. Usei mais 2 meses e a bateria do relógio novamente acabou, troquei esses dias e ela durou uma semana.
O cinta do monitor eu desisti de usar pelo tempo que demorava pra funcionar e pela falta de precisão.

Enfim, agora estou procurando um Polar de bom custo benefício pois todo mundo me recomenda essa marca. E eu nao recomendo Oregon. É custo benefício falso.

Conceição disse...

Tenho um monitor cardíaco oregon trainer pro HR318 já faz pouco mais de um ano, mas sempre usei pouco, ele sempre mostrou instabilidade, e nesses dias voltei a frequentar a academia, troquei as baterias e ele não tá funcionando direito, aparece o coração, mas não mostra a frequência cardíaca, ele esta configurado direito.
O pior é que a oregon não tem respeito pelos seus clientes, não tem assistência técnica, você manda um email e nada de resposta, pesquisei na internet a assistência técnica da oregon e só vi reclamações!!!!! affff... mal compra eu fiz!!!
Se alguém puder me ajudar, gostaria de saber onde tem uma assistência técnica em Recife-PE.

lucianomx disse...

Fiz diversos contatos à Oregon, e desisti. Eles definitivamente não respondem. Como disse: respeito nenhum ao consumidor.

Anne disse...

Estava quase decidida a comprar um Oregon SE300, mas depois de ler tudo oq foi falado aqui, vou optar pelo Polar.
Para vocês que já tem ou que entendem mais que eu, qual modelo seria melhor para iniciante? Pretendo correr, mas por enquanto estou só começando. A única coisa que faço questão é que ele tenha cronômetro. Por isso, não quero pegar o Polar FT7. Seria o RS100 uma boa opção? Estou olhando esse... Desde já, agradeço a ajuda de vocês!

Anne disse...

Aproveitando, alguém tem algo a dizer sobre o Polar RS300x? OU algum outro Polar que seja ideal para iniciantes com perspectiva de correr por muito tempo ainda?
Obrigada! =)

Bernard disse...

Quero saber o seguinte, qual melhor relogio para um amador. Quero precisão e qualidade.
abraço

andreluiztss disse...

Oi amigos! Tenho um Oregon SE128 a pouco mais de um ano e não tenho o que reclamar. Faço treino funcional 3x por semana e como a academia fica num bairro próximo(3KM +ou-) vou correndo. Entre ida/volta e exercícios levo geralmente 2:30h. Minha cunhada tem um SE102 com mesmo tempo do meu e tb n teve problemas. Na academia uma amiga tem um SE102L e tb funciona na base. Só um fato deve ser levado em conta, quando nos aproximamos p conversar os monitores ficam meio loucos, acho q as cintas interferem nas marcações, fora isso sem sustos. Pretendo adquirir um SE300 e espero ter a mesma sorte que tenho com o meu SE128 velho de gurra. Forte abraço à todos.

lucianomx disse...

Andreluiztss, já não tenho tanta sorte com meu Oregon, mas ele me satisfaz, pois como já relatei aqui, não sinto necessidade de medição constante, com alta precisão, me acostumo com minha frequência e dou uma olhadinha de vez enquando, se falhar não tem problema.

Mas sugiro você dar uma olhada nos Sigma, e gostaria que mais pessoas relatassem suas experiências com os Sigmas, sei que a Sigma tem bom preço e tem bons dispositivos, só não sei como são os frequencímetros.

Juliana disse...

Gente, também estou com a mesma dúvida da Anne... Qual é o melhor modelo para iniciantes!?!? Acredido que nao preciso e nem quero monitor ultra sofisticado....
Obrigada,
Juliana

Henrique disse...

Oregon Scientific SE300???

Alguém poderia comentar esse modelo. Tal modelo tem boas funções, mas os comentários sobre a marca me deixaram na dúvida. Vai que não funciona...

Antecipo agradecimento

MARCELO disse...

Henrique,
Eu comprei um SE300!!
Ele até é interessante devido mostrar a quilometragem percorrida. Mas nunca consegui calibrar ele direito.. tentei várias vezes fazer a calibragem conforme o manual.. e sempre dava 15% de erro. Minha pulseira arrebentou e até hj não consegui lugar para trocá-la. Gaste um pouco mais e compre um Polar!! Vc não se arrependerá do Polar rs300-G1.
Espero que te ajude

andreluiztss disse...

Marcelo, você gastou um pouco mais? O Polar rs300-G1 hoje,é quase R$900, enquanto o Oregon SE300, custa R$300. O Polar é melhor, claro, mas pagar R$600 pilas a mais? Quem tem sobrando e realmente quiser "gastar um pouco mais" recomendo sim. Ao menos n corre risco de se arrepender. P mim o problema da polar é só preço. "Eu", acho caro demais, o bom seria encontrar um meio termo de valor a qualidade. Abraços.

MARCELO disse...

andreluiztss:
É uma grande diferença de preço entre o Oregon SE300 e o Polar RS300-G1. Sei muito bem! O que tentei explicar foi que qualquer polar é melhor do que um oregon.
O Polar, pelo menos comigo, NUNCA falhou. Com o Oregon, tente correr junto de qualquer pessoa que tenha um frequencímetro por perto para ver o que acontece.
Outra coisa, tem Polar de vários preços, por exemplo os modelos A1, Fs2c (ótimo) por menos de R$ 150,00!! Com estes que mencionei, pode ter certeza que vc será mais feliz do que qualquer Oregon!

Lavine disse...

Pessoal , a fita do polar não precisa trocar por outra é só levar na assistencia técnica que eles abrem a blindagem e trocam , agora se vc quer trocar em qualquer lugar fica dificil !!!

Marcosrx disse...

Olá pessoal, eu também tenho um Oregon hr102 e já me deixou várias vezes na mão .... O custo é muito bom, mas os benefícios são horríveis. Ele recebe interferência facilmente principalmente em área onde se tem prédios com torres de freqüência, por exemplo, no trecho da ciclovia rio pinheiros ele para de funcionar entre a ponte João Dias até uns 600mts após a Ponte da Estaiada. Quem tem, pode fazer o teste que vai parar... certeza.. hehe... porcaria....
Para corrida e caminhadas até vai desde que não esteja em uma área de interferência, para ciclistas NÃO RECOMENDO!
Vou pesquisar um Polar que tenha a opção de trocar a bateria da cinta... Alguém conhece?
Abraços!

Paulo Segundo disse...

alguém sabe informar onde fica a assistência da oregon em RECIFE. Meu tá meu louco, as horas passam muito rapidamente... mais as outras funções estão ok.

Antonio disse...

Bom dia, queria saber mais informações sobre o modelo Monitor Cardíaco "Polar FT1" é bom ?? atende ?? acabei de comprar... abraço a todos e obrigado!

Alberto disse...

Estou pesquisando alguns monitores e me deparei com o N5 da New Balance. Alguem conhece? ah... prefiro um que tenha o visor um pouco maior e informe os batimentos cardiacos tambem em %.
Obrigado
Alberto

Almeida e Almeida Advocacia e Consultoria disse...

Depois de ler todos os comentários optei por não comprar oregon, tendo em vista que eu quero é precisão.
vou pesquisar sobre Timex TI5G941 R$ 150,00, Speedo HRM 58004 R$ 130,00, Nike Hrm Triax 15 R$ 180,00,

Sebastian disse...

Um amigo meu comprou um Oregon, modelo básico por +-R$ 125,00. Ta muito feliz com o monitor então acabei pesquisando e optei por um Polar RS100, paguei R$ 400,00 nas Americanas, recebi há poucos dias e testei ontem. Se trata de um brinquedo inútil e caro! Não marca os batimentos além de 20 cm do sensor da cinta, ou seja, não posso baixar o braço. Tentei abrir o compartimento do sensor Wearlink para ver as condições da bateria conforme as instruções do manual mas é emperrado, não abre. Foi então que eu descobri que a Polar é representada por uma única empresa no Brasil, falta de competição é sempre péssimo, no retorno que tive não entenderam o problema e apesar de ser novo deram CTRL+C CTRL+V do manual com instruções para limpar uma cinta nova... Estou tentando reembolso do valor com as Americanas e talvez eu compre o Oregon SE300 que esta R$ 199,00 depois desse acho que só um Garmim mesmo. Mas realmente acredito que se tivesse comprado nos EUA a Polar de lá já teria me enviado uma cinta com sensor novos. Abraço.

Sebastian disse...

Entrei em contato com a Polar USA, resolvi todos os problemas. Consegui desmontar a tampa do Wearlink para troca da bateria (com ajuda de um alicate segurando a moeda... realmente o meu esta um pouco travado). A bateria estava boa, deixei a mesma, mas isso melhorou o alcance, podia ser alguma oxidação. Outra coisa é que ele não funciona muito bem com o relógio de frente para o sensor, de lado funciona bem melhor e pra encerrar, havia uma esteira mais antiga na sala, era só ela ligar que o sensor não comunicava mais com o monitor... agora melhorou um pouco, mas não a ponto de poder ficar a vontade com os movimentos, nesse ponto achei péssimo, fico na dúvida se com outra marca eu teria mais facilidade... Achei a Polar do Brasil um tanto desinteressada e não muito eficiente. Abraço.

Sebastian disse...

Não ficou muito claro, então: Sem essa esteira, especificamente, ele funciona 100%! Abraço.

Thauan Lopes disse...

Eu estava afim de comprar um Oregon HR102 para monitorar meus treinos de jiu jitsu. O problema é que não dá pra ficar com o relógio no pulso enquanto estou lutando, sendo assim, alguém saberia me dizer se ele funcionaria se eu deixasse o relógio na beira do tatame?

MARCELO disse...

afecThauan Lopes,

Eu acho que o HR102 não dará conta do recado. Como vc se afastará, no mínimo, de uns 2 metros dele, o frequencímetro certamente terá problemas de interferência.
Outra coisa que achei estranho é treinar com a cinta peitoral...

Adalberto disse...

Boa noite,

Estou em duvida entre comprar um SE300 e um SE232 para o meu pai de natal. O que vocês indicariam? Ele está tentando emagrecer e já perdeu 15 quilos. Gostaria de um direcionamento!

Grato desde já.

Adalberto Navarro

Edu disse...

Sinceramente, para atividades fisicas com contato com o jiu jitsu eu recomendaria você utilizar um monitor como o PM18 da Beurer, que vai te dar a frequência quando tocar a tela do relógio, então não precisaria ficar com a cinta. Outro detalhe, é que o treino provavelmente vai danificar sua cinta.
Eu estava determinado a comprar o PM15 ou PM18 da Beurer, mas como tem de ficar encostando o dedo para tirar a frequência não atenderia a minha necessidade que é de corrida. Então optei pelo PM70 que é através de cinta. O que achei interessante é que o preço dele no Shoptime praticamente é o equivalente a um inicial da Polar, porém com muitas funções e sistema de auxilio ao treino através de planilhas. Agora espero chegar pelo correio. Abraço, Edu

Edu disse...

Adalberto, Após todos os comentários a respeito dos Oregons, eu te indicaria um mais simples, ou da Polar, que é a mais conceituada, ou então da Beurer, que tem modelos mais em conta e com garantia de 3 anos. Eu comprei um da Beurer e provavelmente até o final de semana eu testo e posto os comentários aqui. O modelo que eu adquiri é o PM70, porém existem os mais em conta com a mesma qualidade, PM15, PM16 e PM18, detalhe é que não precisam de cinta. Abraço, Edu

Edu disse...

Pessoal,

Esqueci de comentar, mas o PM70 da Beurer no Shoptime esta por R$ 359 em 12x sem juros, ou seja, se tiver condições vale a pena, o preço médio dele nas demais lojas é de aproximadamente R$ 700. Compartilho com vocês, por que pesquisei e não achei melhor custo benefício que este aparelho com todas as funções que possui, então eu comprei e espero ter feito uma boa opção, alguem opina?

Abraço,

Edu

MeloNETO disse...

Bom dia, Agradeço desde já quem puder me ajudar: comprei um MC POLAR FT4M e estou tendo dificuldades na sua operação, mas exatamente no som do alarme.
Estipulei a FCmax em 122 (220 – 45 minha idade = 175) então 70% = a 122 e a FCmínima de 60% ou seja 104...
Entendo que, quando não estiver nessa “zona” entre os 104 a 122, tanto para baixo como para cima, o ALARME deveria me avisar, ele até avisa,mas o problema é que toca muito baixo... por onde estou andando/correndo existem barulhos e não escuto mesmo.
Existe como aumentar o som do alarme????

Muito obrigado pela sua atenção.
Neto

Edu disse...

MeloNETO,

Exatamente por isso eu optei por um monitor com LED que pisca em verde (dentro da zona) ou vermelho (fora da zona), por que treinando próximo ao trânsito eu não conseguiria escutar o BIP do alarme, além de a noite ser muito fácil visualizar o LED, quanto ao seu modelo, pelo que sei o som do alarme é padrão, porém, não entendi corretamente, você possa configurar o backlight para lhe avisar se esta fora da zona alvo.

Abraço,

Edu

É do Futebol disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
É do Futebol disse...

Ai que tá... Poderia ter ALERTA VIBRATÓRIO. Os modelos Oregon com vibratório começa pelo SE102, passando pelo SE232 e seguintes como SE300. Porém há vários relatos de imprecisão. Já os modelos Polar não tem alarme vibratório pelo menos pelo site da distribuidora(www.proximus.com.br), porém parecem mais precisos, contudo em algum anuncio já achei outros com alerta vibratório. Pelos relátos de fato o SE300 que tem excêlente custo/benefício parece ser ainda mais impreciso, seria excelênte se de fato entregasse todas as funções especificadas como distância e velocidade. Os modelos Polar ñ me atraem pelo valor, já que sou corredor casual e a pela falta de alerta vibratório como há por exemplo no Oregon SE102 que sai por R$ 106,00. Devo ir de SE102 ou no máximo de SE232 pois ambos têm alerta vibratório, contudo o SE232 registra voltas/laps. Se alguém conhecer mais monitores com ALERTA VIBRATÓRIO #FICADICA. Obs.: Em suma, gel condutor parece ser bem vindo aos modeloes Oregon.

Unknown disse...

Bem, possuo um Oregon SE102L, que não possui alerta vibratório...preferi esse modelo pq a pulseira não possui partes metálicas, demorando umas 2 semanas pra se moldar ao pulso, ótima definição da tela para leitura e aviso sonoro e luminoso de quando vc está dentro ou fora da zona-alvo...
A leitura possui precisão e as baterias possuem uma boa durabilidade, sendo necessário trocar as baterias que vem no equipamento no primeiro uso, pois as que acompanham o equipamento é somente para realizar teste, não estando em sua carga máxima.
Pra quem reclama da falta de leitura da cinta, uma dica: utilize gel condutor, aquele utilizado em ultrassom ou hidratante nos sensores da cinta e no seu peito. Notei que estando devidamente lubrificados há uma leitura mais precisa do equipamento. O sistema tap-on-lens é interessante pra quem corre pois não precisa ficar procurando o botão para realizar as leituras, sendo que vc pode configurar quais informações aparecem na tela quando vc aciona esse recurso. Além disso, o tap-on-lens é acionando dando um peteleco no relógio, não é tocando a tela como se fosse um iphone 4.... Muita gente reclama que o tap-on-lens não funciona corretamente, na verdade se toda vez que vc tocasse na tela ou um pequeno solavanco acionasse a iluminação, a bateria do equipamento não duraria nada, por isso que ele é acionado com um peteleco vigoroso....
No mais é um ótimo equipamento e possui várias programações. Preferi não pegar o com alerta vibratório pq não acho necessário e além disso esse tipo de recurso consome muita bateria....
Uma dica pro pessoal que tá pensando em adquirir: no Magazine Luiza tem diversos modelos a ótimos preços, inclusive o SE102L tá saindo por 99 reais lá....

Fabiana Afonso Dias disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
MARCELO disse...

Fabiana, isto deve ser problema de junta..
Junta os 2 e joga fora!!!
Falando em Oregon, eu tenho um (SE300) e alguém aceita a doação?? Eu moro em Brasília... é só pagar pelo envio que eu mando esta coisa!!!

Natália disse...

To vendo que fiz um mal negocio ao compra um Oregon se300. Recebi ele segunda e ainda nao consegui monitorar meus batimentos. Ate baterias novas eu comprei. Acho que vou devolve-lo enquanto e tempo. Alguem me indica um bom relogio que monitore distancia e velocidade?

Oregon Se211 disse...

Olá pessoal. Comprei um Oregon SE211. Sinceramente uns dos melhores investimentos que fiz. E olha que comprei usado. Ele tem aleta vibratório. É preciso nos batimentos - comparei ele com um medidor de pressao da minha irma que é enfermeira. O resultado foi o mesmo de ambos. O único incomodo é que às vezes ele perde o sinal. Mas realmente para quem está iniciando é a melhor compra. Até mesmo pq muita gente gasta logo de cara com um POLAR ou TIMEX com GPS e tudo e depois descobre que não gosta de correr. Então melhor começar com um Oregon. Vlw.

Oregon Se211 disse...

Olá, Natalia. Bem. tenho amigos que usam vários tipos de monitores cardíacos. O que eu pude reparar é que se vc tá procurando um relogio monitor com leitura de distância não compre o Oregon Se300. Pois a maneira que ele faz a medida da distancia é muito ruim. Se vc realmente precisa de um que marque distancia entao opte por um POLAR - RS300x ou um TIMEX. Fica em torno de uns R$600,00, mas vale a pena.

Ramon disse...

Recentemente adquiri um OREGON SE232.Acho inválida as criticas a marca e principalmente aos monitores cardíacos da marca.Após fazer a compra na NETSHOES,ao ler estes comentários aqui no blogger fiquei estarrecido pos pensei que havia feito uma péssima compra,antes mesmo de chegar em minha residência já o criticava,usei ele 1 semana e vi que tinha algo estranho,pensei em devolver.Porém reli o manual,havia configurado ele erradamente,antes de criticar algo procurem ler corretamente o manual,regulem como o manual segue,antes de criticarem a marca.Sou ciclista e uso o meu todos os dias nos meus treinos,está marcando corretamente já fiz o teste,tenho 5amigos que treinam comigo e que usam também um da OREGON,minha irmã tem um SE123 mais simples e funciona perfeitamente.
Uma ótima aquisição.Vale apena!!Monitores bons e preciso,até o mais simples de R$80,00 muito preciso...Antes de criticarem procurem saber mais e consultem o manual...

MARCELO disse...

Ramon, então eu devo ter pego o manual errado mesmo!!!

lucianomx disse...

Ramon, não consta no manual instruções sobre corrigir ou torná-lo imune a falhas de transmissão. Nem a assistência técnica corrige isto, é um atributo de projeto do produto.

Ramon disse...

Realmente eu e meus amigos que usamos a marca OREGON inclusive o SE232 , devemos ser iluminados por deus.Porque até agora nenhum de nós tivemos problema algum o meu é mais novo de todos,tenho um amigo que tem um modelo a mais de 5 anos e está funcionando perfeitamente.Eu nunca reparei problemas de transmissão no meu,e olha que eu corro bem perto de uma sub-estação de energia elétrica,no qual as ondas estáticas eletromagnéticas poderiam interferir,como interferem nos rádios próximos,e não tenho este problema.Estou muito satisfeito com o produto e RECOMENDO

lucianomx disse...

Ramon, também tenho Oregon (há uns 2 anos), e realmente chega a ficar muito tempo sem falhar, também já dei esta sorte, porém falha, e também já dei o azar dele falhar muito seguidamente.

Mas defendo (consulte mensagens minha anteriores) que a relação custo x benefício para certos corredores que os Oregon são aparelhos razoáveis, pois você se acostuma tanto com sua frequência cardíaca que não precisa de um monitor te avisando em tempo real como você está, ter uma ideia no início e principalmente no final da atividade é suficiente.

Mas cara, acredite, não se compara a um Polar. Se você usar ambos simultaneamente perceberá muita diferença logo nos primeiros 5 minutos de uso (dizem que isto aumenta as chances de interferência no Oregon, não tive este problema).

Eu não conheço reclamações de aparelhos alemães da Sigma, tenho a impressão que devem ter uma relação custo x benefício melhor que os Oregon.

E vou te falar uma coisa, acompanho este forum aqui há anos, sei que falta tempo e paciência para você ler e avaliar cada uma das mensagens, e relatos. Mas tudo que foi discutido aqui nestes anos confere com minha experiência comparando Oregon com Polar, inclusive o hiato no preço.

Você foi um pouco infeliz ao presumir que ninguém aqui tinha lido o manual, ou buscado informações extra-manual (assistência técnica). Aliás a Oregon tem um péssimo atendimento ao consumidor, para não dizer inexistente. Reze para nunca precisar falar com eles. E se você precisar de dica técnica de reparo, encontrará coisas já postadas no forum, ou se perguntar alguém certamente te ajudará.

Gambit disse...

Alguem conhece essa marca Geratherm sera e melhor ou a mesma coisa que a Oregon

MARCELO disse...

pessoal,

eu já comprei um Oregon SE300 e não gostei; depois comprei um Polar RS300 e gostei muito, mas como tenho que correr com o celular, devido o meu trabalho, comprei uma Cinta Polar Wearlink bluetooth e configurei para o meu celular em um app Sports Tracker da Andoid. Resultado: Perfeito!!! Agora tenho o GPS, frequencímetro, músicas, contador de intervalo e o próprio celular em um único aparelho preso ao braço!!! Recomendo a Cinta Polar Wearlink bluetooth com o App de corrida!!

Ariston Brito disse...

Concordo com o Marcelo. Comprei um SE300 da Oregon no site do submarino aproveitando uma promoção e na hora de testar: no primeiro dia corri 10,5 km pela areia e ele marcou 12,5 km. Na segunda vez corri 10 km no calçadão e ele marcou 12 km. O interessante é que fiz um percurso de 5 km de ida e 5 km na volta mas nas ida ele marcou 5,75 km e na volta 6,25. Achei absurda esta diferença. O monitor cardíaco tb ficou variando o tempo inteiro. Chegou a marcar 200 BPM (Não sei como estou vivo!!! hehe). Resultado: entrei em contato com o submarino e pedi a restituição, eles vão passar amanhã pra recolher o produto. Não sei se vai dar certo pq fiz um pequeno arranhão nele sem querer, mas não custa nada tentar neh? De qualquer forma ficou a lição: só compro agora monitor de qualidade comprovada. Ah! estou baixando o aplicativo citado pelo Marcelo, vou testa-lo em breve. Valeu a dica. Um abraço pessoal e bons treinos.

EVANDRO CICLISTA disse...

Olá, pessoal.
Existem monitores cardíacos com transmissão de sinal digital e com transmissão de sinal analógico.
Alguém saberia me explicar qual a diferença entre eles, além do preço.
Grato!
Evandro

EVANDRO CICLISTA disse...

Uma outra dúvida é sobre a marca BEURER. É confiável, é de qualidade?
Encontrei esse modelo (PM26) com um preço bem agradável. Alguém poderia dar uma opinião? http://www.eletroshopping.com.br/Produto/Esporte-Lazer/Monitores-Cardiacos/BEURER/Monitor-Cardiaco-Pm26-Beurer/889-928-137018
Grato!
Evandro

lucianomx disse...

Digital vs Analógico: Posso te dizer que na transmissão digital a informação chega do outro lado ou não chega, tudo ou nada.

Ruídos e interferências corrompem a informação e numa transmissão digital é normal ter mecanismos de correções que permitem ser um pouco imune a certos ruídos ou falhas em geral na transmissão.

Na transmissão analógica, a informação pode chegar corrompida do outro lado, ou apenas um ruído sem significado algum, e o receptor "acha" que é a informação que ele esperava, que em monitores cardíacos pode ser percebido por efeitos de batimentos que não fazem o menor sentido sem mais nem menos.

Isto são características gerais delas, mas você pode ter implementações analógicas boas que podem ter um resultado melhor do que implementações digitais ruins. Depende do projeto. Entretanto, na transmissão digital é muito mais fácil garantir a integridade da informação, o difícil era até há algumas décadas modular e demodular sinal analógico para representar pulsos digitais, mas hoje isto é quase tão banal quanto a própria eletrecidade.

Rodrigo disse...

Olá,

Estou pensando em comprar um Polar FT1 para monitorar a intensidade do exercício pela zona cardíaca alvo. Pelo que pesquisei, é um modelo simples mas acho que possui as opções que preciso. Algum comentário a respeito?

Obrigado.

Alexandre disse...

Olá pessoal...
Alguém conhece o Oregon SE128 ??
http://www.netshoes.com.br/produto/116-0175-128-01
Grato pela atenção.
Abraços à todos.

Gustavo Magalhães disse...

Senhores, encontrei no mercado o monitor cardíaco Beurer pm26. Qual opinião de vcs pra ele?

Abçs

GOMES - PY2DU disse...

Olá..lendo os comentários, posso dizer que há 3 anos tenho o meu Oregon Scientific SE102L e, nunca tive problemas..tem várias configurações para usos: corrida, treino, caminhada, etc. A cinta cardíaca tb sempre funcionou direitinho. Agora, por conta de monitorar distâncias percorridas e outras funções via pc, adquiri um Garmin forerunner 405..após alguns usos postarei algumas impressões por aqui. Abraços

Eduardo disse...

Boa Tarde

estou querendo comprar um monitor para treinar e tenho pesquisado bastante, estou quase comprando um da suunto o M2, mas vi o oregon SE 300, alguem sabe me dizer qual dos 2 é melhor p o treino, alguma indicação de um bom e barato??

obrigado

MARCELO disse...

Bom, como eu só corro com o meu celular smartphone, eu uso um aplicativo de corrida e comprei uma cinta com bluetooth. (http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-461605235-cinta-polar-wearlink-size-m-xxl-bluetooth-monitor-cardiaco-_JM )
Assim tenho a preso ao braço um telefone, mp3, gps, frequencimetro, treinador de bolso.... etc

Sansão disse...

Amigos, como entendidos do assunto, poderiam me informar dos monitores cardíacos da Sunnto?? Tenho visto essa marca na net e parece ser muito boa, mas cara! Tem essa promoção que parece ser bem atraente, mas segundo as criticas tal marcador não é tão bom, confere???
http://www.groupon.com.br/ofertas/oferta-nacional/DLK-Sports/17268567

JeffinhoTFC-FLA disse...

COmprei um HR 102 mais não consegui ver o medidor d batimentos cardiacos funcinando poderia me ajudar a configurar ele??

lucianomx disse...

Recomendável trocar a pilha antes do uso, a cinta nunca desliga, após um tempo a bateria chega ao seu fim mesmo sem usar. A cinta costuma funcionar melhor quando bem colada ao peito, seja com algum tipo de gel ou apenas suor, pele muito seca e dependendo da superficie de onde o medidor está, pode demorar muito tempo pra ter as primeiras leituras, depois de começar a transpirar e o medidor estiver bem assentado.

Humberto disse...

Achei um monitor cardíaco da New Balance: será que é bom? Alguém aí pra avaliar.
http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-461171418-relogio-monitor-cardiaco-new-balance-hrm-fit-cronmetro-nfe-_JM

tomboy disse...

Olá pessoal, Lí todos os comentários do blog e ainda estou em dúvida em qual monitor comprar, estou entre o SE300 (90 reais) e o FT1 (170 reais), pois o SE300 pode ser comprado com garantia estendida de até 3 anos (por mais 15 reais), aí se der problema eu troco e pego outro.. será que nem isso tornaria o investimento viável? Comprando o polar FT1 é CERTEZA que vai marcar os batimentos com precisão e nunca vai dar problema de inferência? é uma diferença de preço muito grande além de abrir mão de muitos recursos só vale a pena se o FT1 realmente for impecável e 2 usuários Polar afirmaram ter os mesmos problemas com seus monitores.

Marcelo, realmente a solução que você encontrou é excelente, utilizar o próprio celular para ter todas as informações sem dúvidas melhor custo x benefício de todos, o problema é que moro no abc (grande sp) e é impossível correr ou pedalar com um celular caro na mão sem morrer de medo de ser roubado =/ ..

Rodrigo e Eduardo, vocês já compraram algum monitor cardíaco, está funcionando bem?

Bom, se eu comprar deixarei minhas opiniões a respeito do produto aqui, abraço e obrigado a todos que postaram suas conclusões aqui.

dsf disse...

Olá! Comprei recentemente um SE102L, porém, desconfio que a contagem de calorias esteja muito baixa, mesmo me mantendo sempre na zona alvo de queima de gordura. Já testei outros monitores e a indicação de queima de calorias foi bem diferente.
Alguém sabe o que pode estar errado? Como faço para resolver o problema?

mvortex disse...

Procuro um monitor cardiaco para treino de corrida que tenha função de contagem de voltas, alerta vibratório quando exceder a freq cardíaca (treino com fone de ouvidos) e sensor de distância/velocidade (sem gps). A princípio o Oregon SE300 seria perfeito pro que procuro mas me desanimei com os comentários do blog. Qual seria minha próxima opção?

OfficeVip disse...

Pessoal, muito bom esse Blog. Tenho o Oregon SE300 e o SE833. Alguém sabe me dizer onde compro a cinta peitoral em algum site estrangeiro? Sabem me dizer se alguma cinta de outro modelo ou marca de relógio funciona nesses produtos mencionados?

Carlos Augustus de Oliveira Ramos disse...

Oi Tomboy,

Gostaria de onde vc encontrou o oregon SE300 a 90 reais.

Grato,

Carlos Augustus

Mônica disse...

NÃO COMPRE O OREGON SE 139!

Produto muito ruim ,tipo relógio do Paraguai ,completamente descartável!

Adquiri há cerca de 2 meses um oregon SE 139 .

Manual muito ruim ,muito mesmo e sem exagero ,poucas explicações e nada detalhadas >

Programar o relógio foi algo complicado,tentei só não consegui ,fui até a Centauro(comprei o relógio na loja virtual deles) e para a minha surpresa os funcionários sabiam menos que eu,então depois de muita luta eu e meu marido conseguimos programá-lo .

MAS...............

Nunca consegui visualizar as informações sobre calorias ,distância e afins apesar dele estar programado só consigo ver os batimentos e o cronômetro...

Trocar a bateria do relógio foi algo caótico pq a trava dele não destrava ,literalmente ! O relojoeiro teve que desmontar o relógio para conseguir retirar a bateria !Pasmem!

A pulseira dele é dura ,a cinta perde o sinal do nada ,até mesmo fazendo corrida na rua (tbm já troquei a bateria dela ,coloquei a da panasonic original)ou então marca mais de 200 bpm qdo é impossível estar com essa quantidade de batimento(não sou cardíaca e nem tenho problema de pressão)enfim produto ruim ,ainda bem que qdo o comprei estava em promoção $140.72 no site da centauro (faz 2 meses que comprei este lixo de relógio)

Produto muito ruim ,não cumpre o que promete (ao menos cmg)DESCARTÁVEL ,vou comprar um polar e aconselho a ngm comprar produto da marca pq a assistência ao cliente deles é horrível .

Edmilson Santos disse...

Olá pessoal, boa noite. Tenho um monitor cardíaco Oregon SE139 há sete meses. Até os últimos 15 dias, funcionou perfeitamente, certo de que interferências são normais em qualquer sistema de comunicação sem fio. Sempre sofreu algumas prejudiciais enquanto corro, caminho e nunca funcionou em movimento de motocicleta, acho que pela distância do receptor (relógio) à cinta medidora de batimentos e pela intensa vibração do veículo. Tudo bem até aí, julgo normal, já que a comunicação entre os acessórios é por rede sem fio (bluetooth). Mas, como havia dito, de uns 15 dias para cá a aferição da frequência cardíaca ficou totalmente fora da realidade. Caiu demais e, em altos picos de corrida, quando normalmente meu coração está a uns 180/190 bpm, ele está marcando 80 bpm (rsrsrsrsrsrsr). Seria bateria que está fraca? A bateria do relógio marca como menos da metade e a da cinta não marca. Mas desconfio de que seja este o problema. Trocar a da cinta é fácil mas a do relógio impossível pois as fendas dos quatro parafusos são minúsculas, teria que ter uma ferramenta tetra finíssima de relojoeiro para fazer isto. Ia ligar para o SAC da Oregon, mas depois dos relatos de péssimo atendimento registrados aqui, desisti. Vamos torcer para que o problema seja apenas a bateria e da cinta somente (rsrs). Abraços e obrigado pelas opiniões neste blog. Edmilson.

Elias disse...

Prefiro SUUNTO. É mais confiável. Estou medindo meus batimentos cardíacos e não contando estrelas no céu..... A coisa é seria. Não quero sofrer um infante à toa.... Compro na watchstar@watchstar.com.br.com.br...

rnato disse...

Rapaz, o meu Oregon começou a dar batimentos fora da realidade (220 bpm, eu estaria fibrilando e caído no chão...) nas últimas semanas, e só após que li o seu site descobri o motivo: começou o problema justamente quando comecei a correr ouvindo rádio de internet no celular...
O problema já está resolvido!!!
Parabéns pelo site, obrigado por ter compartilhado suas experiências!

Adelia Botelho disse...

Olá, descobri que estou com uma síndrome chamada POST (Síndrome Postural Ortostática Taquicartizante), devido a ela a diferença da minha FC basal pra posição vertical é extremamente grande, mesmo sem fazer nenhum esforço físico. Por causa desta síndrome preciso fazer um controle rigoroso da minha FC, porem preciso de um monitor que aguente essa a arritmia constante, poderia me indicar qual seria o melhor?

lucianomx disse...

Os modelos da Polar e Garmin são muito respeitados.

Viviane Vaz disse...

Tenho um oregon SE122 e ele só mede 5 calorias. Em repouso e, após um treino de 1h. Alguém sabe o que pode ser?

MARCELO disse...

Só pode ser bomba!!! kkkk

Leandro Lyrio disse...

Uma amiga minha comprou o HR 102 em JUNHO de 2014 e disse que a esteira sicronizou com a cinta e constatou o mesmo batimento cardíado que estava marcando no relógio.
Não está tendo problemas. Acabei encomendando o SE122 com medidor de calorias e e resistente à água em 50 m de profundidade. São as únicas diferenças entre os dois modelos.

antonio fernandes disse...

Boa Tarde, estou completamente insatisfeito com a Oregon o produto comprado foi o SE833... Fiz uma compra em novembro de 2012 e depois de varios envios para assistencia tecnica o produto foi devolvido em condições de uso somente em fevereiro de 2013! Em abril o mesmo parou de funcionar desisti do produto e devolvi pedindo o valor pago de volta. Depois de varias buscas, procurando monitores cardiacos que possuem medidor de velocidade e distancia, não encontrei nenhuma solução no mercado que me atendesse, resolvi dar mais uma chance para a marca e em hunho de 2014 realizei a compra pela 2ª vez. Assim que recebi fui testa-lo na mesma hora, simplesmente o relogio travou! Isso mesmo travou ! Imagina meu nervosismo, mesmo assim imaginei q tinha sido somente azar da minha parte! Enviei o produto de voltano dia 15/07 e recebi o mesmo somente ontem 05/08, ja estava indignado com a falta de comprometimento deles.... recebo o produto e surpresa..... não esta funcionando de novo! Preciso de um produto com as mesmas caracteristicas mas não sei o que fazer !!!!

MARCELO disse...

Compra o Polar!!! Não tem erro!!! Erro é continuar com esta bost@!!!!