domingo, 9 de novembro de 2008

Cadarços

Parece brincadeira, mas até a amarração dos cadarços pode influir na performance dos atletas. Laços que se desfazem durante a prova, cadarços longos demais que oferecem risco de queda após pisarmos neles ou que te "chicoteiam" as pernas são os problemas mais comuns.

Poucas coisas são tão ruins quanto parar/interromper a corrida para amarrar laços desfeitos. Para evitar que isso aconteça, lembre-se sempre de dar um segundo nó por cima do primeiro laço. Esse hábito deve fazer parte do ritual de qualquer corredor. Caso seu cadarço ainda esteja encerado (novo) e não segure o segundo nó, lave-o previamente com sabão.

Caso o cadarço desamarre, uma dica importante: não sente ou se abaixe para amarrá-lo, pois o risco de você ficar tonto ou de você ter uma cãibra é grande. Prefira elevar a perna num meio-fio ou pára-choque, movimentos mais próximos daqueles que você estava desenvolvendo enquanto corria. Não corra com cadarços desamarrados!

Uma forma de amarração inadequada também pode interferir no conforto que os tênis ofertarão ao seus pés. Amarrações que permitem pontos de folga/atrito entre o seu pé e o tênis podem resultar em bolhas e calos, companheiros pouco agradáveis.

Há formas específicas de amarração para cada tipo de pé. Veja algumas possibilidades no site da New Balance.

Um comentário:

Pedrocc disse...

pois é, um churrasco me tirou do cicorre este fds... mas eu vou para a dos carteiros ehehhehehehe.

olha, teu perfil do blogger esta como invisível, ai se voce comenta na página de alguém fica mais difícil a pessoa saber qual a sua página. Coloca ele como visível.

abraços